Vacinas Viajantes

Para viajantes de todas as idades

Apresentação
A vacina febre amarela é apresentada sob a forma liofilizada em frasco ampola monodose, além de uma seringa preenchida com 0,5 ml de diluente.

Composição
É composta de vírus vivos atenuados de febre amarela (cepa 17 D-204). derivados da linhagem 17 DD.
Meio estabilizante composto de lactose, sorbitol, cloridrato de L-alanina e solução salina tampão.

Indicação
É indicada na prevenção da febre amarela em residentes, viajantes ou pessoas que se desloquem por uma zona endêmica; viajantes que se dirigem a qualquer país onde é necessário o Certificado Internacional de Vacinação e pessoas que manipulam material potencialmente contaminado.

Contra indicação
A vacina FA está contra indicada nas situações gerais referidas anteriormente e também:

  • para crianças menores de 6 meses de idade;
  • para o imunodeprimido grave, independentemente do risco de exposição;
  • portadores de doenças auto imunes (consulte o Manual de EAPV).

Precauções
A vacina febre amarela não esta indicada para gestantes e mulheres que estejam amamentando, devendo a vacinação ser adiada até a criança completar 6 meses de idade. Na impossibilidade de se adiar a vacinação, deve-se avaliar o beneficio pelo risco. Em caso de mulheres que estejam amamentando e receberam a vacina, o aleitamento materno deve ser suspenso preferencialmente por 28 dias apos a vacinação (com um mínimo de 15 dias).

Esta vacina também não esta indicada para indivíduos com doenças autoimunes ou doença neurológica ou com 60 anos ou mais que serão vacinados pela primeira vez. No entanto, em situação de risco de se contrair a doença, deve-se avaliar o beneficio da vacinação.

Existe reação anafilática após a ingestão de ovo de galinha. A vacinação deve ser feita em ambiente hospitalar após avaliação medica.

Esquema, dose e volume

O esquema vacinal com a vacina febre amarela consiste na administração de uma dose de 0,5 ml da vacina reconstituída, a partir dos 9 meses de idade. Uma dose deve ser administrada a cada 10 anos.
A vacina deve ser administrada , no mínimo, 10 dias antes da entrada em uma zona de endemia.

Nota:
• Não administrar essa vacina simultaneamente com a vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) e/ou tetra viral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela) e/ou varicela, estabelecendo o intervalo mínimo de 30 dias, salvo em situações especiais que impossibilitem manter o intervalo indicado.

Via de administração
A vacina é administrada por via subcutânea.

A gripe é uma doença respiratória contagiosa causada pelo vírus influenza. O vírus da gripe se dissemina principalmente de indivíduo para indivíduo pela tosse ou espirro de pessoas com gripe. Às vezes, a infecção ocorre pelo toque em algum objeto contaminado com o vírus da gripe e depois levando a mão à boca ou ao nariz. A maioria dos adultos saudáveis pode infectar outros indivíduos 1 dia antes do desenvolvimento dos sintomas e até 5 dias depois de adoecer.

O vírus influenza pode causar doença leve a grave, podendo levar à morte. A melhor maneira de prevenir a gripe é a vacinação anual. Alguns indivíduos, tais como idosos, crianças pequenas e outras que apresentam determinadas condições de saúde, estão sujeitas ao alto risco de complicações graves da gripe.

A gripe é diferente de um resfriado. A gripe geralmente manifesta-se de forma súbita e apresenta sintomas como febre alta, dor de cabeça, cansaço extremo, tosse seca, dor de garganta, coriza ou nariz entupido e dores musculares. Também podem ocorrer sintomas estomacais, tais como náusea, vômito ou diarreia, porém são mais comuns em crianças do que em adultos. As complicações da gripe podem incluir pneumonia bacteriana, infecções do ouvido, sinusite, desidratação e agravamento de quadros clínicos, tais como insuficiência cardíaca congestiva, asma ou diabetes. Já o resfriado manifesta- se de forma progressiva, com sintomas, como coriza, congestão nasal, espirros, dor de garganta, tosse, febre ausente ou baixa, e a recuperação ocorre de forma rápida.

O vírus influenza A é adicionalmente classificado em dois subtipos, com base em dois antígenos de superfícies: hemaglutinina (H) e neuraminidase (N). Embora o vírus influenza A e B sofram uma alteração antigênica contínua mínima, o vírus influenza B evolui mais lentamente e não se divide em subtipos. O vírus influenza A (H1N1), A (H1N2), A (H3N2) e influenza B circulam atualmente em nível mundial.

No hemisfério Norte, as epidemias de gripe sazonais geralmente ocorrem durante os meses de inverno, anualmente ou praticamente anualmente. São responsáveis por cerca de 36.000 mortes a cada ano, nos Estados Unidos. A infecção pelo vírus influenza causa a doença em todas as faixas etárias. As taxas de infecção mais elevadas estão entre os bebês, crianças e adolescentes. Porém, as taxas de morbidade e mortalidade mais elevadas ocorrem entre sexagenários e pessoas de qualquer faixa etária com condições clínicas que as colocam em alto risco de desenvolvimento de complicações em virtude da gripe (por exemplo, doença cardiopulmonar crônica). Crianças com menos de 2 anos de idade apresentam taxas de hospitalização em virtude da gripe tão elevadas quanto as observadas em idosos. O surgimento de um novo vírus influenza A humano pode levar a uma pandemia global, durante a qual as taxas de morbidade e mortalidade em decorrência de complicações relacionadas à gripe podem aumentar de forma dramática.

Vacina de gripe composição 2017 cepas:

Vacina Trivalente

• A/Michigan/45/2015 (H1N1) pdm09-like vírus;
• A/Hong Kong/4801/2014 (H3N2)-like vírus;
• B/Brisbane/60/2008-like vírus;

Vacina Tetravalente

• A/Michigan/45/2015 (H1N1) pdm09-like vírus;
• A/Hong Kong/4801/2014 (H3N2)-like vírus;
• B/Brisbane/60/2008-like vírus;
• B/Phuket/3073/2013-like vírus

Veja também vacinas para outras idades