Vacinação pediátrica contra influenza em um sistema integrado e seguro de cuidados de saúde em rede
Artigo publicado no Clin Infect Diseases que sugere benefício do uso terapêutico da vacina HPV para evitar recorrência de lesões anais de alto grau
16 de junho de 2012
Atualização das recomendações do Comitê Consultor sobre Práticas de Imunização para Vacinação de Profissionais de Saúde: a base necessária para o trabalho essencial visando construir programas de sucesso.
16 de junho de 2012

Vacinação pediátrica contra influenza em um sistema integrado e seguro de cuidados de saúde em rede.

O’Connor M.E., et al. Pediatric influenza immunization in an integrated safety net health care system. Vaccine (2012), doi:10.1016/j.vaccine.2012.02.060.

Objetivo: Em 2008, o Comitê Consultor em Práticas de Imunização (ACIP) do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) recomenda que todas as crianças com idade entre 6 meses a 18 anos recebam anualmente a vacina influenza. Administração pediátrica do esquema completo da vacina influenza tem sido difícil. Nós comparamos taxas de vacinação completa contra influenza entre um sistema seguro em rede de cuidados de saúde, postos sentinela do CDC e avaliação dos fatores sócio-demográficos associados com a imunização completa contra influenza.
Pacientes e métodos: Nós combinamos dados de vacinação da gripe de 2008-2009 a partir de um sistema de cuidados de saúde e registro de imunização com dados demográficos/faturamento do paciente e as taxas comparativas dos postos sentinela do CDC usando análise bivariada. Nós avaliamos as taxas de imunização pelas características do paciente utilizando análise multivariada.
Resultados: A imunização completa contra influenza foi obtida em 32% dos pacientes do grupo “Denver Health” (DH) comparado com 12% das crianças nos postos do CDC (p<0,001). As maiores diferenças ocorreram em crianças com idade entre 11-12 anos e 13-18 anos, 47% DH versus 12% nos postos do CDC, e 33% DH versus 9% nos postos do CDC, respectivamente, (p<0,001 para ambos). Em análise multivariada, crianças DH eram mais propensas a serem imunizadas se elas fossem Asiáticas. Razão de chance (RC) 1,59 95% CI (CI) 1,32-1,91, ou hispânicos RC 1,18 CI 1,07-1,30, comparado ao branco, aqueles que falam espanhol RC 1,19 CI 1,13-1,26, ou outra língua não-inglesa RC 2,05 CI 1,80-2,34, e teve um maior número de visitas para o bom cuidado RC 2,86 CI 2,74-2,98 e os doentes/acompanhamento de cuidados RC 1,59 CI 1,56-1,62, durante a temporada de influenza. Eles foram menos, provavelmente, por serem imunizados se eles tivessem um seguro comercial RC 0,68 CI 0,62-0,75 ou não tinham seguro RC 0,77 CI 0,72-0,80, em comparação com Medicaid / SCHIP.
Conclusão: Utilizando registro de avisos de imunização, ordens permanentes, diversos postos e tipos de visita para imunização, um sistema integrado e seguro de cuidados de saúde em rede tiveram as maiores taxas de imunização completa contra gripe que os postos sentinela do CDC individualmente ou coletivamente. Estes procedimentos podem ser aplicados em outros lugares para melhorar as taxas de imunização da gripe.

Fonte: SIV – Serviço de Informação sobre Vacinação

Os comentários estão encerrados.